Terceira Idade | ERPI – Estrutura Residencial para Pessoas Idosas

Introdução

A ERPI – Estrutura Residencial para Pessoas Idosas que a Santa Casa da Misericórdia de Tondela disponibiliza aos seus utentes no Lar de Santa Maria, Av Visconde de Tondela, Tondela, é norteado pelos princípios gerais estabelecidos no Compromisso da Misericórdia, normativos aplicáveis e pelo disposto no Regulamento Interno, assim como pelo Acordo de Cooperação celebrado com o Instituto de Segurança Social.

Este Acordo de Cooperação estabelece, como capacidade da ERPI da Santa Casa da Misericórdia de Tondela, a prestação de serviço a 41 utentes.

A Santa Casa da Misericórdia de Tondela tem nos seus quadros técnicos e colaboradores com larga experiência no cuidado de idosos, assim como médico e serviço de enfermagem, dispondo de equipamento e instalações adequadas à prestação do serviço, nomeadamente quartos individuais e/ou duplos, com e sem casa de banho privativa, sala de refeições, salas de estar,  gabinete médico, gabinete de enfermagem, jardim, etc..

A ERPI é uma resposta social, em alojamento coletivo, de utilização temporária, ou permanente, em que sejam desenvolvidas atividades de apoio social e prestados cuidados médicos e de enfermagem, das 0H00 às 24H00, durante os 365 dias do ano.

A ERPI tem por missão ser uma “casa de família” dos seus utentes, que necessitam de assistência e apoio, contribuindo para o seu bem estar, promovendo a autonomia ou estimulação do envelhecimento ativo e integração social.

Além das Obras de Misericórdia e da sua cultura institucional e caritativa, constituem princípios gerais da ERPI, os da dignidade humana, da família, da coresponsabilidade, da entreajuda e participação, da universalidade e igualdade, da solidariedade e economia social, da equidade social, da diferenciação positiva, da inserção social, da tolerância e da informação.

Admissão

Os critérios de admissão, assim como documentos necessários apresentar e metodologia de cálculo das mensalidades, estão contempladas nos Regulamentos Internos.

Objetivos

A ERPI, visa alcançar os seguintes objetivos:

  • Acolher pessoas idosas, em que a sua situação social, económica, familiar, ou de saúde, já não lhes permita permanecer no domicílio;
  • Proporcionar serviços permanentes e adequados ao problema biopsicossocial de cada idoso;
  • Fomentar, preservar e fortalecer os laços entre familiares e idosos;
  • Proporcionar alojamento, alimentação, cuidados de saúde, assistência religiosa, e ocupação de tempos livres;
  • Assegurar a prestação de cuidados adequados à satisfação das necessidades de cada idoso, tendo em vista a manutenção da sua autonomia e independência;
  • Encaminhar as pessoas idosas para as situações adequadas à sua situação;
  • Fomentar o processo de envelhecimento ativo;
  • Potenciar o convívio social;
  • Facultar ao cliente/utente, o acesso à leitura, festas, passeios, convívios, entre outras atividades lúdicas.

A ERPI, tem como princípios norteadores:

  • Harmonizar os hábitos e costumes que traduzem a história de vida de cada idoso, preservando sempre a sua individualidade e privacidade;
  • Promover a participação do idoso na vida da ERPI.
  • A concretização de atividades individuais ou de grupo, de acordo com os interesses manifestados pelos idosos, possibilitando um projeto de vida com qualidade.
  • Articulação com os serviços de saúde, que permita uma ação preventiva, e uma resposta adequada em caso de doença.

Serviços e atividades desenvolvidas

A ERPI presta os seguintes serviços:

  • Alojamento (temporário ou permanente);
  • Cuidados de higiene e conforto;
  • Lavagem e tratamento de roupa;
  • Alimentação adequada às necessidades de cada cliente/utente, respeitando as prescrições médicas;
  • Atividades de animação sociocultural, que visem a promoção de um clima saudável entre os clientes/utentes, promovendo a estimulação e manutenção das suas capacidades físicas e psíquicas;
  • Cuidados de enfermagem.

A ERPI pode, ainda, disponibilizar outro tipo de serviços não abrangidos pela mensalidade, e que devem ser pagos mediante a tabela de preços em vigor, sempre que existam custos adicionais inerentes à realização de atividades:

  • Acompanhamento a cuidados de saúde;
  • Aquisição de bens e serviços;
  • Turismo sénior;
  • Atividades lúdico-recreativas
  • Fisioterapia
  • Hidroterapia
  • Cuidados de imagem
  • Transporte